quarta-feira, 27 de maio de 2009

Frequentemente

Me inspirei hoje e resolvi fazer uma paródia da música Diariamente (Marisa Monte), inspirada na São Paulo, São Paulo (Premeditando Breque) e Outro lugar do mundo (Fernanda Porto):

Frequentemente (Sampa version)

Pra parar o carro: sobe o vidro
Para tomar caipirinha: Veloso
Para refrescar: garoa
Para a chapinha: guarda-chuva

Para comer no farol: amendoim
Pra pôr na catraca: bilhete
Para chegar rápido: metrô
Para bugingangas: 25

Para o Yakisoba: a Paulista
Para ler: o Centro Cultural
Para universitários: USP
Para o happy hour: Vila Madá

Para cobrir a obra: tapume
Para o motoqueiro: buzina
Para a Cantareira: mirante
Para o noitão da sexta: Belas Artes

Para todas as horas: celular
Pra parado no trânsito: paciência
Pra caldinho de feijão: Filial
Para dar beijo na boca: dois

Pra shake de ovomaltine: Bobs
Para saber da história: Dops
Para o cruzamento: caos
Para entrar no Elefante: duzentos e vinte reais

Para aguentar o tranco: café
Para um cooper: Ibira
Para meditar: a fonte
Pra fugir da loucura: litoral

Para o terno novo: ZéPa
Para a biju: Center 3
Para comer pastel: mercadão
Para os melhores shows: temporada

Pra atualizar o MP3: sábado
Para a patricinha: Daslu
Para tomar conta: flanelinha
Para eletrônicos: Pajé

Para a passeata: barulho
Pra vender cerveja: isopor
Para chegar no trampo: condução
Para passear no shopping: namorado

Para o telefone que toca
Para ir no Ó, Grazie ou Moóca
Para Mundo Mix, Virada, Oca
Pra fazer o que Paulista gosta: Frequentemente

Lú.

4 comentários:

  1. Mil caminhos
    Esta viagem sem velas nem vento
    Este barco na bolina das ondas
    Esta chuva miúda transborda sentimento

    Amarras prendem o gesto
    Arrocham um coração que bate incerto
    Uma gaivota retoca as penas com espuma
    Levanta voo em rumo concreto

    Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  2. Sempre tem alguma coisa pra compensar alguma coisa.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  3. Oiê..
    Bem?
    Nháá,tão lindo aqui'
    Xeriinho florzinha e fica com Deus.
    ^^

    ResponderExcluir
  4. Calcinhas e Cuecas... lendo o blog, me veio um banzo e fiz um poema que vou postar lá no meu blog, logo, quem sabe ainda hoje. Fiz agora. Culpa da inspiração dada por este texto lindo aí em cima que fez disparar meus gatilhos de memória:
    'Para comer no farol: amendoim
    Pra pôr na catraca: bilhete
    Para chegar rápido: metrô
    Para bugingangas: 25"
    Parabéns pelo blog. Eis o texto:

    Sampa, Bela Stampa!

    Morei no ABC e vou contar pra você:
    Curtia Sampa, rondava a cidade, efervecente; às vezes, bela stampa ofuscada.
    Curtia Sampa de boa. Antes dos quatrocentos tudo era lindo!
    Veio o Metrô, e ainda tinha sebos, ensaios de garoa, evanescentes encantos, idéias desvairadas, puros sentimentos remanescentes magia!
    Curtia Sampa, a república, feira de domingo, trampo medonho, consumia demais.
    Viajava em sonhos, meditava até! - era quase um santo! - negociava conceitos, tomava café e lia notícias de jornais.
    Do peito vaza uma certa nostalgia. Cadê, Sampa, Cadê?
    Morei um dia no ABC. Curtia Sampa. Não moro mais!

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir